Entre os dias 21 até 24 de março, os alunos da Educação Adventista, tiveram uma semana especial com capelas diárias abordando o tema da Páscoa.
Na segunda-feira os alunos assistiram um teatro que além de cômico os levou a reflexão sobre a origem dos ovos de Páscoa, a peça intitulada “Fuzuê no Galinheiro” de autoria de Angelina Bragança e Isabella Carpanela, Ed. FTD, foi encenada pela professora Adriana e alguns alunos do fundamental II.

Na terça-feira os alunos assistiram a encenação da peça bíblica que foi apresentada pela turma do Pré II, sobre a vida de Zaquel. O objetivo da peça foi demonstrar que Jesus quando viveu nesse mundo demonstrou compaixão pelas pessoas que eram desprezadas pela sociedade da época.Além da apresentação teatral os alunos do Pré II, da professora Patrícia fizeram uma linda interpretação em LIBRAS, da música “Faz um milagre em mim” que fala sobre a transformação que Jesus operou na vida de Zaquel e pode operar na vida das crianças também.
Nesse dia as crianças foram incentivadas a pedir ajuda de Jesus para mudar alguns hábitos como: mentira, desobediência, falar palavrões etc..

Na quarta-feira, falamos sobre a compaixão que Jesus demonstrou pelos perdidos, usando a encenação da Parábola Bíblica do “Filho Pródigo”, a professora Viviane juntamente com os monitores da escola fizeram uma bela apresentação. Nesse dia os alunos foram incentivados a escreverem um cartão de agradecimento para alguém da sua família.

Concluímos a semana especial na quinta-feira com uma atividade que foi marcante para os alunos, eles ouviram o capelão da escola Pr. Franklin, contar a história da primeira páscoa que a Bíblia relata, mostrando o sofrimento do povo de Israel que foi cativo no Egito e sobre a sua libertação. O Pr. Franklin disse que na noite da libertação do povo de Israel eles comeram uma ceia especial e após explicar o significado de cada comida os alunos participaram de uma ceia representando a ceia que o Povo de Israel comeu na noite da sua libertação.
Todos os alunos , bem como professores e funcionários que participaram vieram vestidos com roupas típicas, a decoração do local e a música ambiente também relembravam os costumes bíblicos.
A coordenadora Pedagógica “Jiane Emídio” disse que o objetivo da atividade foi ensinar aos alunos que assim como a primeira páscoa representou a libertação do povo de Israel que era escravo no Egito, hoje a páscoa representa a libertação da “escravidão do pecado”. Através da morte de Jesus na cruz podemos ser libertos do pecado e ter direito a salvação oferecida por Jesus Cristo.
Muitas crianças se emocionaram com as histórias bíblicas que aprenderam e tomaram a decisão de mudarem o seu comportamento e atitudes para melhor!